National Geographic Channel
http://assets.natgeotv.com/Shows/4224.jpg
  • COM A MÃO NA MASSA

EPISÓDIO 3


  • Uma girafa pode atingir seis metros de altura, correr a 60 quilómetros por hora e matar uma pessoa com uma patada.

  • A baleia Bryde pesa mais de 20 toneladas e consegue nadir 25 quilómetros por hora.

  • Um chimpanzé adulto tem sete vezes mais força que um homem de estatura media.

  • O rugido de um leão pode atingir mais de 100 decibéis - o equivalente à buzina de um comboio ou ao motor de um avião durante a descolagem ouvido a cerca de 300 metros - e pode ser ouvido a mais de oito quilómetros de distância.

  • Os cães selvagens africanos vivem em grupos que normalmente são dominados por um casal monogâmico que assegura a continuidade do grupo.

  • As hienas pintadas procuram comida e muitas vezes comem os restos deixados por outros predadores. As hienas também matam e comem gnus, antílopes, aves, lagartos, cobras e insectos.

  • Os mangustos têm uma pelagem acastanhada com riscas escuras nas costas e vivem em grupos com cerca de 10 a 20 elementos, mas às vezes os grupos podem atingir os 40 indivíduos.

  • Os texugos parecem ser imunes até aos venenos mais fortes, como o mortal veneno das víboras

  • Os javalis selvagens são da mesma família dos porcos domésticos. Podem parecer perigosos devido às suas quatro presas enormes mas são maioritariamente herbívoros e a sua alimentação baseia-se em ervas, plantas e raízes.

  • Um elefante que queira assustar alguém, inclina a cabeça para trás, abana as orelhas e a cabeça enquanto barre. Um elefante que tenha o intuito de matar, põe as orelhas para trás, encurva a tromba e, geralmente, aproxima-se de forma silenciosa.



EPISODIO 4


  • Os babuínos comem de quase tudo e conseguem viver quer em desertos quer em florestas tropicais. A sua adaptabilidade é um dos segredos da sua sobrevivência.

  • Quando dois babuínos do mesmo grupo competem, correm em direcção um do outro mostrando os dentes em sinal de ameaça. Os caninos de um babuíno são maiores e mais afiados que os de um leão.

  • Capaz de se erguer 1,5 metros acima do nível da água e com uma força maxilar de 2.720 quilos, o crocodilo é um dos predadores de sucesso mais antigos no planeta.

  • Os leões não confiam nos crocodilos e geralmente evitam zonas de água para ficarem longe dos crocodilos. Há registos de ataques de crocodilos a leões enquanto estes bebiam mas margens dos lagos, se bem que também há registos de ataques de leões a crocodilos bebés.

  • Enquanto as chitas são os animais mais velozes de África, os cães selvagens são os atletas de resistência preferenciais - capazes de percorrer distâncias de mais de 60 quilómetros durante uma hora. Estes animais trabalham em equipa e correm em turnos para cansarem as suas presas antes de atacarem.

  • As hienas são três vezes mais pesadas e mais fortes que os cães selvagens.

  • Os chacais são conhecidos por serem altamente adaptáveis e engenhosos e, apesar de não terem sofrido uma redução nos seus elementos como a grande parte dos carnívoros africanos, são vistos muitas vezes como uma ameaça aos animais domesticados.

  • Um leopardo macho pode pesar 80 quilos, enquanto as leoas podem atingir o dobro desse peso.



EPISODIO 5


  • Com mais de três toneladas de peso, 1,5 metros de caninos, 150º de abertura de boca, o hipopótamo é um dos animais mais perigosos de África

  • O chacal dourado muitas vezes uiva depois dos leões caçarem como forma de sinalizarem a sua posição para outros chacais. Depois, quando os leões se afastam da carcaça, os chacais aproximam-se e comem o que sobra. Os chacais enterram as carcaças para as esconderem de animais necrófagos

  • As fêmeas de texugo do mel dão à luz apenas uma cria de cada vez - e não muitas como se pensava - e apesar de cuidarem das crias durante mais de um ano após o nascimento cerca de metade das criadas nascidas sucumbem aos predadores ou à fome e more antes de se tornarem independentes

  • Uma chita pode atingir mais de 100 quilómetros por hora durante um sprint.

  • Isolados e quase em extinção, os leões brancos só podem ser vistos num local em todo o mundo, Timbavati, na África do Sul. A sua pelagem característica é causada por um traço genético raro. Os leões brancos não estão protegidos por lei Segundo a União Mundial de Conservação.

  • A probabilidade de uma cria de leão atingir a idade adulta é de 20%. Quando uma coligação de leões nómadas se aproximar de um clã, matam todas as crias existentes para obrigarem as fêmeas a entrar no cio para assim se reproduzirem o mais depressa possível. Apesar de ser muito frequente os leões matarem as crias, é bastante raro comerem-nas. As leoas normalmente dão luta quando os leões tentam matar as suas crias. Na realidade, defenderem as crias contra o infanticídio é uma das principais razões pela qual as leoas vivem em grupos.

  • Os polvos são mestres da camuflagem porque a sua pele contém células de pigmento chamadas "chromatophores" que os polvos podem contrair ou expandir para mudarem de cor.

  • As riscas de uma zebra são únicas como as nossas impressões digitais - não há duas iguais - mas cada uma das três espécies tem o seu padrão mais frequente



PUBLICIDADE

FOTOGRAFIAS