Utilizamos cookies para melhorar o nosso serviço, personalizamos os seus anúncios e relembramos as suas preferências. Se continuar a navegar, aceitará a utilização de cookies no nosso site. Para mais informações visite-nos em Política de Cookies .

Ok
National Geographic Channel
http://assets.natgeotv.com/Shows/1543.jpg
  • O PARAÍSO PERDIDO DE ÁFRICA

DESCRIÇÃO

Este documentário, realizado pela National Geographic Television, gira em torno do projecto de restauração do Parque Nacional da Gorongosa, uma iniciativa conjunta do Governo de Moçambique e do filantropo americano Greg Carr, mostrando a evolução de diferentes ecossistemas, bem como a fauna bravia do Parque, observável em diferentes períodos do ano.

Este documentário, realizado pela National Geographic Television, gira em torno do projecto de restauração do Parque Nacional da Gorongosa, uma iniciativa conjunta do Governo de Moçambique e do filantropo americano Greg Carr, mostrando a evolução de diferentes ecossistemas, bem como a fauna bravia do Parque, observável em diferentes períodos do ano. A produção do filme é da responsabilidade de James Byrne, contando com a operação de câmaras de Bob Poole, Andy Casagrande, Tim Wege e outros. As filmagens decorreram entre Janeiro de 2008 e Maio de 2009.

O Parque Nacional da Gorongosa foi, nos anos 60, uma reserva de referência internacional, mas entretanto foi completamente devastado durante os anos da Guerra da Independência e da Guerra Civil entre as forças da RENAMO e da FRELIMO. Ao conhecer a dura realidade do Parque, quer a nível social - pela extrema pobreza e situação de doença das populações locais - quer a nível ecológico - pela extinção de 90% das espécies animais, Greg Carr, desde cedo um filantropo, apresentou ao Governo de Moçambique um projecto de parceria para a restauração do equilíbrio deste ecossistema. Este desafio arrojado inclui a promoção do equilíbrio ambiental (recuperação das espécies animais), o desenvolvimento social (bem-estar das populações circundantes) e o progresso económico (projecto de eco-turismo como fonte da sustentação global do Parque).

O acordo com o Governo de Moçambique, celebrado em 2008, tem a duração de 20 anos, o tempo que Greg Carr estimou para ajudar o Parque a atingir o seu equilíbrio e modo de sustentabilidade próprio, sendo depois a sua gestão entregue às autoridades moçambicanas. O filantropo tem vindo a co-financiar este projecto, através da criação de uma Fundação Sem Fins Lucrativos com o seu nome, prevendo um total de investimento de 40 milhões de dólares.

GUIA DE EPISÓDIOS

  • O Paraíso Perdido de África
  • O Paraíso Perdido de África
  • O Paraíso Perdido de África
PUBLICIDADE